NOTÍCIAS

Prefeito usa tribuna para esclarecer valores gastos em maquinários do município.

Plenário da Câmara
10 de MARÇO de 2015 às 10:43
Foto: Assessoria CM/RBI

Á sessão ordinária do dia (02), foi marcada com a vinda do chefe do executivo municipal Prefeito Irio de Rosso (PMDB), convocado pela Comissão de Economia, Finanças e Fiscalização, para prestar esclarecimentos sobre os gastos praticados no biênio 2013/2014 em reparos e manutenção dos maquinários do Município de Rio Bonito do Iguaçu.

Questionado pelos Vereadores, sobre os valores de aproximadamente dois milhões e trezentos mil reais (2.300,000,00) gastos na manutenção desses maquinários entre 2013/ 2014, Irio de Rosso atenuou dizendo que cada maquinário tem serviços e peças de valores altíssimos, que os gastos chegaram a tais montantes diante do estado critico que se-encontrava as maquinas quando assumiu seu mandato. Disse que todas as maquinas trabalharam de forma continua neste período, para recuperação das estradas do município.

Para os membros da Comissão os valores gastos são demasiados e não condiz com o plano de trabalho realizado pela administração.

Prefeito Irio de Rosso justificou que o trabalho das maquinas era interrompido diante dos fatores climáticos, pois á cada trecho recuperado, fortes chuvas avariavam estes trabalhos.

Vereador Irineu Camilo membro da comissão destacou o valor de um milhão de setecentos mil reais (1.700,000,00), aprovados pela Câmara de Vereadores, para aquisição de maquinários para melhorar a frota do parque de maquinas, somado os valores já gastos com manutenção e o valor aprovado pelos Vereadores, chega à quatro milhões de reais (4.000,000,00), aplicados somente no parque de maquinas e apesar de tanto investimento, houve uma manifestação pacifica de moradores do interior do município cobrando notadamente a falta de estrada.

Vereador Nelço Bortoluzzi presidente da Comissão evidenciou que o comportamento da administração diante da necessidade de recuperar as estradas do município parece não ser prioridade para o executivo, pois sete maquinários estão parados por falta de liberação dos responsáveis da prefeitura por motivos não evidenciados. Apontou que partes desses maquinários que estão parados, já passaram por manutenção aguda e estão novamente desmontados para nova revisão e com valores elevados.  

De acordo com o Presidente Anderson de Oliveira na condição de relator da comissão, citou que os valores levantados apresentaram gastos excessivos e se indícios de lapidação dos bens forem comprovados, caberá aos responsáveis punições na forma da lei. Destacou que o trabalho da comissão terá continuidade, fortalecendo assim as ações do Legislativo. E para a população disse que a função do Vereador de fiscalizar está sendo feita, mas cabe ao executivo garantir os atendimentos necessários.

 

 

 


159 Visitas

Mais fotos